Imagem

Geração Z terá diversas carreiras ao longo da vida e remuneração ‘personalizada’

Salários “personalizados”, jornadas flexíveis (e mais longas) e uma alta rotatividade no quadro de funcionários. Esse é o cenário que a recém-formada geração Z vai encontrar no mercado de trabalho de agora em diante, de acordo com pesquisas e especialistas consultados pelo CNN Brasil Business

Num meio corporativo cada vez mais global e digitalizado, profundamente transformado pela pandemia de coronavírus, os “nativos digitais” devem encontrar o que procuram: múltiplas carreira ao longo da vida, remuneração flexível e um sistema de trabalho menos massificado, na medida do possível.

“Já enxergamos profissionais seguindo duas, até três carreiras ao longo da vida, inclusive de forma paralela. Eu vejo até pessoas procurando trabalhos em que a remuneração é secundária. A geração Z é muito preocupada com o propósito”, conta Paulo Sardinha, presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH).

Clique aqui e confira a matéria completa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.